Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Nenhures

bv.jpg

Há alguns anos dediquei-me a escrever uma espécie de livro sobre a minha experiência profissional austral. Seria o "Basta Viver: Um Olhar Embaciado Sob Moçambique", uma introdução e 12 capítulos, uns textos mais longos. Foi tarefa em que afrontei a minha faceta "transgender", pois tecia-os dolorosamente durante longas jornadas. Para, nas noites esconsas, encarnar Penélope, destecendo-os furiosamente. Ainda assim estava eu - finalmente - prestes a terminar aquela minha mortalha intelectual quando veio o Covid. Confinei-me. E assim continuei - apesar das vacinas que tomei (do lote Pfizzer, caso o detalhe ainda vos seja relevante) -, confinado, findado, pois imóvel, desistindo daquele trapo, já imundo. De vez em quando sacudia-lhe as traças, nada mais.

Há pouco regressei àquilo. Leio os textos com indulgência - sofrem de uma estéril pompa, típica de um homem de meia-idade traumatizado, a sofrer de um complexo escolástico. Mas não tenho energia para reescrever aquelas 400 páginas num registo solto, o apropriado ao júbilo da reflexão autónoma, a desnecessitar de se justificar. Restam-me 2 opções: o panache de delir os arquivos; a humildade de os divulgar.

Escolhi divulgá-los. Refiz (mantendo o tal registo pomposo) alguns, completei outros. E vou (re)publicá-los na minha conta da rede Academia.edu. Em fascículos, semanais, assim fazendo o tal livro. Não sei se interessam aos aqui visitantes, se estes terão paciência para longos textos com meneios intelectuais. Mas pode ser que algum deles se possa interessar. Ou conheça outrem que possa ter interesse, e assim faça uma chamada de atenção, até mesmo um envio. Enfim, pelo menos estas (re)publicações poderão servir para minha "prova de vida". E, quem sabe, até poderão colher alguns leitores que se tornem dialogantes, debatendo o que eu escrevi.

Então aqui seguem as ligações aos dois primeiros fascículos desse meu "Basta Viver!":

1. (Introdução) "Do Maputo ao Rovuma, do Zumbo às Águas do Índico"

2. "As Botas do Antropólogo: sobre os métodos de trabalho em Antropologia".

Para a semana haverá outro fascículo.

Gerente

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contador

Em destaque no SAPO Blogs
pub