Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nenhures

Nenhures

Sporting-Benfica 2020

fut.jpg

(Postal para o És a Nossa Fé)

Voltei a ir à bola, agora com familiares benfiquistas - um sobrinho cobrou-me uma promessa com 40 anos, alega ele, a de irmos juntos ao futebol. A terceira ou quarta vez dele num jogo, desportista nada dado a futebóis. Diverti-me. E muito com todo aquele ardor do petiz, sobrinho-neto lampião. Depois, lá pela segunda parte soltou-se a imunda ralé sportinguista, a turba das claques. Estava aquela gentalha algo perto, deu para lhes ver  as caras, notar os esgares irracionais, ouvir-lhes os urros. São compatriotas, inenarráveis e arrebanhaveis. No futebol ou alhures. Urge a repressão.

O resto são pormenores: o Benfica ganhou bem, tem melhor equipa, melhores jogadores. A nossa equipa é fraca, alguns jogadores nada por aí além, outros parecendo apardalados. Aquilo  não  vai bem, decerto. O treinador não sei, leio agora que quando entrou a equipa estava a 7 pontos da liderança. Já vai a 19. Deslizar que não lhe augura longo futuro no clube. A direcção falhou rotundamente, o presidente é voluntarioso mas é notória a sua incompetência e a incapacidade em se rodear de bons conselheiros. O clube - que é um clube movido a futebol - tem que escolher outra direcção, e o quanto antes. Já o disse aqui, seria o mais elementar sportinguismo ceder o lugar a quem possa fazer melhor.

Mas isso são pormenores. O pormaior é fazer sobreviver o clube. Conheço sportinguistas medianamente inteligentes, até bloguistas, que julgam que todos os sportinguistas são o Sporting. Raciocinam como se isto fosse um partido político, a precisar de votos. Mas não é. Um clube é uma comunhão de princípios, algo fluidos, e de objectivos. Uma comunidade. Esta turba não tem objectivos, nem sequer consegue reflectir - e por isso não vale a pena tentar argumentar racionalmente, pois nada pode apreender. Apenas quer festa, poder urrar em vitórias. E clama a falta dessas vitórias-viagras de que precisa para julgar ser algo, sentir qualquer emoção. Haverá entre ela alguns mais mariolas que têm remunerações nessa "economia de claque". Mas a maioria não tem, apenas tem, deseja, necessita, a remuneração do êxtase colectivo que supra a merda de vida que tem.

Ou seja, sim, é absolutamente secundário que o Sporting tenha perdido com o Benfica, que esteja a não sei quantos pontos, que não vá ganhar qualquer título, que se calhar (pelo andar da carruagem) nem se apure para as competições europeias. O relevante é mesmo decidir o que se quer do clube. Se um patético conglomerado abarcando este lumpen imundo. Ou se uma associação desportiva congregando cidadãos. Esse será o primeiro passo para um dia, porventura longínquo, o Sporting nos dar a alegria de ser campeão. De futebol, que do resto se vai ganhando, e muito. E sabeis porque se ganha noutras modalidades o que não se ganha no futebol? Ok, por causa dos árbitros, do Vieira, do Papa, do não-sei-o-quê, da Cofina, do Jorge Mendes, etc. Mas, acima de tudo, ganha-se nas outras modalidades porque os seus plantéis e departamentos não foram devastados pelas claques e porque não são geridas directamente por Frederico Varandas.

Ou seja, ampute-se o clube deste lixo. E mude-se a direcção. E depois o caminho far-se-á caminhando ...

 

comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.